Benefícios dos suplementos alimentares na dieta dos atletas

Uma boa alimentação, hábitos saudáveis e a prática regular de esportes fazem parte da rotina de atletas amadores e profissionais. Para aqueles que praticam uma atividade física regular, como é o caso de musculação ou corrida, ou mesmo atletas que vêem no esporte uma forma de trabalho, a inserção de suplementos alimentares tem como objetivo completar a dieta diária do esportista e auxiliar na reposição de vitaminas e sais minerais. Em alguns casos a falta do complemento pode ocasionar ao atleta a queda de rendimento, cansaço excessivo, deficiência de nutrientes, entre outros problemas.

De acordo com a nutricionista do esporte do HCor – Hospital do Coração, Camila Gracia os suplementos são indicados para pessoas que necessitam de mais calorias, proteínas e vitaminas, além das que são consumidas nas refeições diárias. “Como os atletas passam a maior parte do dia treinando, muitas vezes só com as refeições “comuns” (café, lanches, almoço e jantar) não conseguimos oferecer todos os nutrientes necessários. Por isso usamos os suplementos para complementar a alimentação base e atingir as quantidades de nutrientes que os atletas precisam”, afirma Camila.

Hoje há no mercado diversos tipos de suplementos alimentares, cada um com a sua finalidade e dosagem. Entre os mais utilizados estão os repositores de minerais e água, os que são fontes de carboidratos, proteínas e aminoácidos, e os conjugados de carboidratos, proteínas e lipídios, entre outros. Esses produtos possuem inúmeros compostos que podem alterar o metabolismo do atleta, por isso, o auxílio de um nutricionista na preparação da dieta e, consequentemente na indicação do suplemento alimentar é primordial. Esse profissional agirá em paralelo com os treinadores e profissionais de educação física e assume um papel muito importante na saúde do atleta.

“Primeiramente o nutricionista deve investigar o hábito alimentar do esportista. Existem vários métodos de avaliação do consumo alimentar. Após este levantamento é feito o cálculo de quanto o atleta consome de nutrientes e qual o gasto estimado diário contando com o exercício. Dessa forma verificamos as deficiências e incluímos os suplementos de acordo com a necessidade de cada um”, completa a nutricionista.

Camila afirma ainda que o uso de suplementos sem necessidade pode ser prejudicial à saúde do atleta, já que a ingestão dos nutrientes vai estar acima do que ele necessita diariamente. “O consumo elevado de sódio, por exemplo, pode elevar o risco de desenvolver hipertensão. Já o uso excessivo de suplementos com carboidratos pode ser o propulsor do ganho de peso”.

Suplemento – Indicação

Repositores hidroeletrolíticos
Bebidas esportivas com associação de carboidratos e eletrólitos (sódio, cloreto, potássio, vitaminas e minerais) para reposição de água e minerais durante o exercício;

Repositores energéticos
Produtos formulados principalmente com carboidratos, para alcançar ou manter o nível de energia necessário dos atletas;

Alimentos protéicos
Produtos com predominância de proteínas, para completar as necessidades do esportista;

Alimentos compensadores
Produtos com formulação variada de nutrientes – carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais -para completar a alimentação dos atletas;

Aminoácidos de cadeia ramificada
Produtos com concentrações variadas de valina, leucina e isoleucina, como fornecedores de energia. Estes aminoácidos são relacionados aos processos anabólicos do metabolismo e à redução de fadiga central em exercícios de longa duração.