Novo medicamento contra esquizofrenia é aprovado pela Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acaba de aprovar o medicamento palmitato de paliperidona para o tratamento agudo e de manutenção da esquizofrenia em adultos. Trata-se de um antipsicótico de segunda geração injetável de liberação prolongada de uso mensal a ser disponibilizado no Brasil. O novo medicamento é mais uma ferramenta para o tratamento da esquizofrenia, já que tem potencial para reduzir os sintomas da doença, prevenir recaídas e, consequentemente, evitar hospitalizações

A esquizofrenia é uma doença mental crônica que atinge cerca de 1% da população adulta no País, ou seja, cerca de dois milhões de brasileiros. O transtorno prejudica a capacidade de uma pessoa pensar com clareza, relacionar-se com outras pessoas e distinguir a realidade da imaginação.

A cada recaída, o paciente apresenta uma série de prejuízos que levam a perdas reais com consequencias na vida profissional e financeira do portador da doença e da família. Além disso, pode haver aumento nas taxas de suicídio.

“O novo medicamento será um importante aliado no tratamento da esquizofrenia no Brasil. As suas características associando efetividade e maior comodidade de uso podem proporcionar uma maior adesão do paciente ao tratamento, reduzindo a chance de recaídas.”, afirma Dr. José Carlos Appolinário, diretor médico da Janssen-Cilag Farmacêutica.

Deixe seu Comentário